Mais um: Concurso TJ/SP para 345 vagas de Escrevente Técnico Judiciário

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Clique Aqui e Ganhe Os 3 Passos para montar o Seu Plano Estratégico de Estudos e Passar Mais Rápido no Concurso de Escrevente Técnico Judiciário TJ-SP!

Um novo concurso está em andamento, agora para preencher as vagas para Escrevente Técnico Judiciário do Interior e da Grande São Paulo. As inscrições poderão ser realizadas pelo site da Vunesp e custa R$ 50,00 e ocorrerão entre  26 de janeiro de 2015 e irão até o dia 06 de março de 2015. São 345 vagas para a 2ª e a 10ª Região Administrativa Judiciária. Estas Regiões englobam 274 municípios do interior e litora paulista, além das cidades de Cajamar, Franco da Rocha, Caieiras e Francisco Morato, que são localizadas na Grande São Paulo.

O salário é de R$ 3.878,07, mais benefícios para alimentação, saúde e transporte. O regime é estatutário, o que significa que possui aposentadoria e outras questões diferentes de quem é contratado pelo regime CLT (Consolidação das Leis de Trabalho). É sempre importante lembrar que o cargo exige apenas o nível médio. Então, depende apenas do esforço do candidato para ir bem na prova e se classificar. Apesar de o número de vagas ser o anunciado, sempre existe a possibilidade de aproveitamento dos candidatos melhores classificados, assim como aconteceu com os concursos anteriores.

Os futuros funcionários públicos executarão atividades ligadas à organização dos serviços dentros das diversas varas escolhidas. Darão andamento em processos judiciais e administrativos, atenderão ao público externo e interno. Elaborarão e conferirão documentos e precisarão estar sempre atualizados quanto à legislação e normas internas.

Como sempre o processo seletivo é dividido em duas etapas. A primeira etapa é uma prova com questões de múltipla escolha e tem caráter eliminatório e classificatório, ou seja, quem não conseguir a pontuação mínima exigida no edital será eliminado e quem conseguir a pontuação suficiente será classificado do mais bem pontuado para o pior pontuado. Na classificação serão considerados outros critérios, além da pontuação, tais como idade e dependentes, conforme manda a lei. Esta prova será constituída de 100 questões sobre língua portuguesa, noções de direito penal, processual penal, civil, processual civil, constitucional, administrativo e normas da corregedoria geral da justiça, além de atualidades, matemática, informática e raciocínio lógico. A segunda etapa é a prova de digitação e formatação de texto. Comece a treinar a partir de agora, não deixe para a última hora para não se arrepender. Neste outro artigo, “Prepare-se para a prova de digitação“, você encontrará um programa que o auxiliará a aprender e a treinar digitação, para que você não perca esta oportunidade.

Clique Aqui e Ganhe Os 3 Passos para montar o Seu Plano Estratégico de Estudos e Passar Mais Rápido no Concurso de Escrevente Técnico Judiciário TJ-SP!

Facebook Comments

Comments

comments

Facebook Comments