Tribunal de Justiça de São Paulo terá mil vagas

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Clique Aqui e Cadastre-se em nossa Lista de Espera para o Curso de Escrevente Técnico Judiciário TJ-SP!

Segundo informações liberadas pela assessoria do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), o concurso para provimento de mais de mil vagas para Escrevente Técnico Judiciário terá o seu edital publicado ainda no segundo semestre de 2014. Os procedimentos para a elabaoração do edital já começaram e o levantamento do número de vagas abrange capital, Grande São Paulo e interior, ou seja, todo o Estado de São Paulo. Houve outro concurso em 2013, mas o remanescente dos candidatos aprovados não será suficiente para suprir a grande demanda por este servidor.

Se você quiser se candidatar deverá ter concluído apenas o nível médio. O salário inicial é de R$ 4.528,31. Dentro deste valor estão inclusos o salário de R$ 3.658, 31, auxílio saúde de R$ 100,00, auxílio alimentação de R$ 29,00 por dia e auxílio transporte de R$ 6,00 por dia, ambos considerando um mês com 22 dias úteis. Haverão, como no concurso anterior, editais específicos para as comarcas da capital, grande São Paulo e interior e devem ser divididas em 10 regiões administrativas, a saber: A 1ª abrange a capital e grande São Paulo, incluindo São Paulo, São Bernardo do Campo, Diadema, Santo André, Mauá, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, São Caetano do Sul, Osasco Barueri, Carapicuíba, Jandira, Guarulhos, Arujá, Mairiporã, Santa Isabel, Mogi das Cruzes, Brás Cubas, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Itaquaquecetuba, Poá, Suzano, Itapecerica da Serra, Cotia, Embu das Artes, Embu-Guaçu,Itapevi, Taboão da Serra e Vargem Grande Paulista. As demais, no interior do estado, possuem sede nas seguintes cidades:  2ª região – Araçatuba, 3ª região – Bauru, 4ª região – Campinas, 5ª região – Presidente Prudente, 6ª região – Ribeirão Preto, 7ª região – Santos, 8ª região – São José do Rio Preto, 9ª região- São José dos Campos; e 10ª região – Sorocaba.

A seleção é dividida em 2 fases: a primeira constituída por uma prova objetiva de Língua Portuguesa contendo 30 questões, Conhecimentos em Direito com 38, Conhecimentos Gerais com 4, Matemática com mais 4 e Informática, também com 4. A segunda fase é uma avaliação de digitação que objetiva avaliar a capacidade do candidado de escrever com correção no computador e com um nível de velocidade razoável.

Facebook Comments

Comments

comments

Facebook Comments