Como Estudar para Concursos e o Planejamento para começar a estudar

Tempo de leitura: 9 minutos

Você sabe como estudar para concursos? Espero que você saiba que estudar não é somente ler algo, ou somente assistir aulas…

Agora que você decidiu passar em um concurso público, você precisa conscientizar-se da importância de criar um Plano de Estudos para os próximos meses.

Os Nossos Hábitos

Nós somos escravos dos hábitos, e quem não tem bons hábitos, tem maus hábitos.

Para você aprender como estudar para concursos, a primeira coisa que você precisa entender são como funcionam os hábitos.

O Poder do Hábito de Charles Duhigg
O Poder do Hábito de Charles Duhigg

Então precisamos cultivar bons hábitos para passar em concurso também.

E um dos segredos para se criar bons hábitos é criar um plano da rotina que você seguirá no seu dia-a-dia.

O importante não é você ter pontualidade britânica com os horários que você definir, mas tentar gastar o tempo pré-determinado com aquilo que você se comprometeu a gastar.

Por exemplo, se você se esqueceu que você iria começar a estudar inglês as 10 horas e já são 10 e quinze, comece agora e estude um pouco menos.

O importante no começo é criar o hábito de sentar e estudar.

Neste sentido, recomendo um livro muito bom chamado “O Poder do Hábito” de Charles Duhigg (Editora Objetiva, 2012).

Lá, você encontrará diversas estratégias para construir bons hábitos e como eles são importantes em nossas vidas.

O Seu Objetivo

Depois de entender que os hábitos são parte de você, agora você precisa definir o seu objetivo.

Ou seja, qual o concurso público que você quer passar.

Para isso, você precisa se informar sobre os concursos que costumam acontecer pelo país e escolher um de acordo com a sua formação e aspiração profissional.

Não se baseie apenas no salário, mas nas implicações e impactos que esta decisão causará em sua vida.

Por exemplo, se você mora no Estado de São Paulo, talvez não seja uma boa idéia prestar um concurso no Amapá.

Claro que isso é apenas uma escolha minha (ou não escolha), mas existem muitas pessoas que moram em São Paulo e ficariam muito felizes em trabalhar no Amapá por um bom salário.

Mas, este não é o meu caso, e acredito que não seja o de muitos!

Também não é possível escolher muitos concursos com matérias que sejam totalmente diferentes.

Não há como ficar atirando para tudo quanto é lado. Você só vai desperdiçar tempo e dinheiro e não chegará a lugar nenhum.

Faça Concursos Mesmo Que Você Ainda Não se Sinta Preparado

Claro que é importante que você comece a prestar concursos como treineiro, até para se habituar a realizar as provas.

A repetição em realizar provas, sentindo o ambiente e aprendendo a se portar nesta situação, o levará ao amadurecimento mental em termos de realização de provas.

Mas é necessário focar em um concurso que você realmente queira passar, ou pelo menos um em que você se identifique.

Talvez você escolha um devido às matérias exigidas.

Eu por exemplo, nesse momento, dificilmente prestaria o concurso para o INSS, já que eu nunca estudei a matéria Direito Previdenciário!

Ou então, devido à natureza do trabalho (por exemplo, têm pessoas que gostariam de serem Agentes da Polícia Federal mesmo que caísse Grego na prova!).

Os outros concursos que você for prestar como treineiro não precisam ser necessariamente da área que você escolheu, mas é desejável, para que você não perca tempo.

Entendendo Como Caem as Questões

Escolhido o seu objetivo, você deve procurar por provas anteriores do concurso escolhido e fazer um simulado em casa, com a prova do último concurso.

Você deve também ler o edital do concurso anterior, do início ao fim, para manter o foco no que é realmente necessário para conseguir passar na prova.

Com o simulado feito, você deve contar os pontos para saber o quanto você precisa estudar em determinadas matérias.

Como Estudar Para Concursos: Defina o Tempo de Estudo Para Cada Matéria

Também deve considerar o peso da matéria e a partir daí, dimensionar o tempo que será gasto com cada matéria, de acordo com a sua necessidade.

Se você realmente quer aprender como estudar para concursos e passar, precisa dimensionar o tempo que você tem.

Precisa entender que o tempo é um dos recursos mais valiosos que você tem.

Ou seja, você deverá alocar mais tempo para as matérias em que você está mais fraco e menos tempo às matérias em que você for mais forte.

Temos a tendência de estudar as matérias em que somos mais fortes.

Isso porque geralmente, somos mais fortes nelas porque gostamos delas.

Então, a importância de se montar um plano está no fato de que precisamos nos fortalecer onde somos fracos, sem cair na tentação de ficar estudando apenas o que já sabemos.

Como Estudar Para Concursos - Tabela de Exemplo
Como Estudar Para Concursos – Tabela de Exemplo

Acima, uma tabela fazendo um “rateio” do tempo disponível do aluno, de 20 horas semanais, e a sua distribuição.

Como Funciona a Tabela

Este concurseiro está objetivando entrar como Escrevente Técnico Judiciário no Tribunal de Justiça de São Paulo e está aprendendo como estudar para concursos:

    • A primeira coluna é a matéria que cai na prova;
    • a segunda coluna, o número total de questões;
    • na terceira coluna, o número de acertos que este aluno conseguiu no simulado que ele fez;
    • na quarta coluna, o percentual de acertos em relação ao total, ou seja, o número de acertos dividido pelo número total de questões da prova (100);
    • na quinta coluna, foi feito o cálculo do inverso do percentual obtido, ou seja, o número um dividido pelo próprio percentual.
    • na sexta coluna está o percentual do inverso, ou seja, o Inverso do Percentual, dividido pela soma da respectiva coluna;
    • e por fim, na última coluna está o cálculo da alocação das horas disponíveis para estudo, que é simplesmente as 20 horas multiplicadas pelo Percentual do Inverso.

Repare que o total bate (20 horas) e que a matéria em que este aluno terá que se dedicar mais é matemática.

Matemática foi a matéria em que ele foi pior (2 acertos de 10), e precisará fechar essa brecha no conhecimento dele.

Não precisa se tornar um expert, apenas garantir o mínimo para passar.

Ele terá que dedicar 6,08 horas por semana nesta matéria, ou seja, 6 horas semanais arredondando para baixo.

Uma Fonte de Renda

Se você está interessado em aprender como estudar para concursos, você precisa saber que precisa criar uma fonte de renda.

Não é nada agradável ficar sem dinheiro. Falo isso por experiência própria!

Mas, acredite, é possível não ficar nessa situação.

Então, é importante que você crie uma fonte de renda, fazendo um “bico”, um “freela” ou qualquer coisa para ter outra atividade.

De preferência, que te gere dinheiro. Mas, nem é tanto pelo dinheiro.

Claro que o dinheiro é importante, mas neste caso, esta recomendação também é no sentido de aumentar a sua performance nas provas.

Isso porque o nosso cérebro precisa variar de assunto durante o dia, é o momento de descanso dele.

Nesse sentido, eu recomendo que você conheça o meu e-book “como ganhar dinheiro na internet.”

Neste e-book eu vou mostrar para você a mesma forma que eu uso para ter uma renda trabalhando em casa a partir da internet.

Atividades Físicas

Também recomendo que você reserve uma hora por dia, três vezes por semana, para alguma atividade física, para que você mantenha a sua saúde em ordem.

Além disso, sabe-se que os exercícios físicos aumentam a nossa performance intelectual em vários sentidos, como atenção e memória.

Juntando Tudo: O Método do Ciclo de Tarefas

Como estudar para concursos conciliando todas esta coisas?

Após definir o tempo que você vai dedicar a cada matéria, construir uma fonte de renda e  atividades físicas, precisamos criar um ciclo de tarefas.

Para conseguir executar todas estas tarefas, você vai precisar organizá-las em tarefas.

Você terá 3 blocos básicos por dia, e o tempo que você vai gastar por bloco será, neste exemplo:

  • Estudar – 6 horas;
  • Construir a sua fonte de renda – 4 horas;
  • Exercícios físicos – 1 hora por dia, ou 2 horas, dia sim, dia não.

Dentro das duas tarefas, você vai subdividir.

Para efeitos de entendimento, digamos que você vá estudar apenas 3 matérias.

Você pode então, definir que estudará 1 hora de Português, 1 de Matemática e 1 de Constitucional.

É sempre importante não estudar por horas seguidas uma mesma matéria, para não cansar o seu cérebro.

O Ciclo dentro dos Blocos

A tabela anterior mostra quanto tempo você se dedicará a cada matéria.

Por exemplo, se você encontrou:

    • 5 horas para Matemática;
    • 10 para português e;
    • 15 para Constitucional,

você deverá alocar este tempo de forma proporcional a estas 3 matérias.

Você sempre vai estudar 1 hora por vez, mas dependendo da proporção encontrada, você vai aumentar a frequência.

Então, no exemplo anterior, você vai estudar:

  • 1 hora de matemática;
  • 1 hora de direito constitucional;
  • 1 hora de Língua Portuguesa;
  • 1 hora de Direito Constitucional;
  • 1 hora de Língua Portuguesa ;
  • 1 hora de Direito Constitucional.

Repare que você terá estudado 1 hora de matemática, 2 de português e 3 de Constitucional, proporcional ao mencionado.

Mas, não precisa ser preciso como um relógio suiço. Basta arredondar para cima ou para baixo, as horas encontradas na tabela, ela serve apenas como um direcionamento.

A mesma coisa você fará com as atividades para a construção do seu negócio.

Você deverá dedicar 1 hora para aprender e 2 horas para aplicar o que você aprendeu.

Quanto às atividades físicas eu sugiro que você faça Tai Chi Chuan ou Yoga.

Isso vai ajudar você a aumentar a sua concentração.

Dê preferência a exercícios aeróbicos ou de alongamento.

Espero ter ajudado você nesse início de trajetória como concurseiro!

Vejo Você no Próximo Artigo!

Um Grande Abraço!

 

 

 

 

 

 

 

 

Facebook Comments

Comments

comments

Facebook Comments